“Rajoy Se Engana, A Passagem Do Tempo Não Resolve Nada E Avaliá É Imprescindível”

O novo secretário-geral da Cidade, Ramon Espadaler (Sant Quirze de Besora, 1963), toma o ambiente de Josep Antoni Duram Lleida louvando o valor da centralidade como a ferramenta que tem as respostas de que necessita o modo catalão. O bem como presidente do conselho nacional de UDC, explica para a Vanguarda da folha de rota que sem demora necessita de ser o guia da federação.

O novo secretário-geral da Cidade lhe parece que a relação entre os parceiros da federação precisa variar? As relações no seio da federação são dinâmicas, pelo motivo de estamos em um lugar em que mudam as coisas muito profundas, e a federação necessita de ter a capacidade de encaixar-se.

Tanto a União como Juntou temos que fazer o que estiver em nossas mãos para continuar a ser complementares e não excludentes. E sobre isto tudo para poder responder as demandas dos cidadãos da Catalunha, que se algo partilham neste momento é que, por meio da probabilidade nacional, portanto não podemos prosseguir. O que espera do novo número 2 da União?

  • 18 módulos de saúde-escritório-cozinha dos engenheiros
  • Equo Verde-Iniciativa Andaluzia
  • Deve ser dominicano de nascimento ou origem
  • três Ações de Temer e rompimento do PMDB com o governo
  • 4 Parque Tantauco
  • três Canais abertos por estimulação mecânica
  • 1 As Cruzadas
  • Quadro normativo do PP

O mesmo que lhe oferece o outro sócio da federação, lealdade. O único que confirma é que eu substituído na secretaria geral de Cidade, perante proposta do presidente da federação segundo o presidente do comité de governo Uniu.

você Compartilha o projeto de Josep Antoni Duram Lleida para fortalecer Juntou? Sim, evidentemente. Reforçar Juntou-se também fortificar Cidade. Duran fez uma reflexão a respeito da indispensabilidade de analisar o espaço da centralidade política. Ele o faz em um momento em que estão mudando muitas coisas, e o que há reflexões à direita e à esquerda do arco parlamentar.

a partir do convencimento de que o espaço de centro bem como precisa fazer a sua própria observação e puxar consequências. O que ou seja hoje centralidade? Centralidade é hoje sinônimo de firmeza, convicção nas corporações e na inteligência que temos como estado e, não menos interessante, de governança. Deixe-me dizer, um estímulo de futuro. E como se concretiza? E no terreno nacional?

No plano nacional centralidade é ceder saída ao contencioso da Catalunha e Espanha, desde a democracia, que ou seja eleitor. Certamente é por isso, e deste modo centralidade no plano nacional é descobrir uma saída dialógica, interessante e democrática, e por esta ordem, o procedimento catalão. O drama é que, enquanto o Brasil acredita que tudo podes continuar aproximado, Catalunya sabe que desse modo não poderemos prosseguir pelo motivo de é o nosso fim. Justamente desta forma não desejamos jogar tudo ou nada, nem ao menos continuar parados. Que ninguém se engane.

Uma hipotética queda de Cidade, mais do que privilegiar a uns ou a outros, prejudicaria a Catalunha. E, desta forma, somos obrigados em tão alto grau Juntou como União para prosseguir fazendo o que temos feito durante muitos anos, que é trabalhar a serviço do entendimento. Um discernimento que não podes representar a anulação do outro no seio da federação, contudo que necessita perseguir conciliar o vasto espectro que representa a soma dos dois jogos.