Vocês Vão Se Casar?

Tweet Feliza Ali e Marcelo Vásquez receberam aplausos entusiasmados em teu percurso até o altar. Acompanhados de seus pais deslocaram-se em cadeiras de rodas, graças aos quais se conheceram há onze anos. Conheci Marcelo em 2003, em um congresso de pessoas com deficiência, que foi praticada em Cochabamba”, recorda Feliza.

E conta a Página Sete, que depois nesse dia, não voltou a vê-lo em mais de sete anos. Não foi senão até 2010, no momento em que, em outro evento semelhante, que se realizou em Potosí, ambos voltaram a se encontrar. Não acreditava que eu enamoraría”, entretanto logo soube que Feliza era “a mulher de tua existência”. “Eu amo de tudo dela: a sua maneira de ser, tua alegria”.

Iniciaram uma conexão à distância, uma vez que Marcelo vivia em Oruro e Feliza, em La Paz. As pessoas nos olhavam excêntrico ou murmurava ‘olha, o que em si, em cadeira de rodas e apaixonados’, diziam. Não entendiam que éramos apenas um homem e uma mulher que encontraram o carinho”. Após 8 meses de relacionamento, Marcelo pediu que possa ser sua esposa.

  • 1951 – coroa-preta (Espanha, Itália, França)
  • Duas mulheres na sua existência (1989)
  • Como vê o futuro da filosofia
  • Incluir 3 gerações de mulheres

Não, você não vai se casar com ele. Como, uma vez que, ele tem deficiência, Não foi simples pro casal vencer o preconceito de certas pessoas que se expressavam em seus comentários que eles provocaram a raiva. Vocês vão se casar?

< / p>“, perguntavam todos. Ambos, orgulhosos, respondiam que sim. A preparação do casamento demorou muitos meses. Havia várias coisas por fazer: a começar por marcar o vestido da noiva, que foi especial, até fazer cursos de dança de valsa em cadeira de rodas. As cadeiras de rodas zapateaban melhor que os pés dos convidados”, diz envolvente Marcelo. De acordo com Feliza, alguns convidados se surpreenderam ao vê-los tão felizes e dançando. Vencimos os estereótipos e reivindicamos o que todos nós temos que fazer: junte os nossos direitos”. Uma das senhoras, que sofre de paralisia cerebral, Claudia Araujo, argumentou que ela prepara uma festa similar para o seu casamento.